ESPECTÁCULOS

    Todos espetáculos são gratuitos. 

17 e18 de Setembro 2022
10h00 (Escola primaria) DESNORTEARTE  Jazz com
pequeno almoço

 

Prancheta 19 cópia 3-100.jpg

16 de Setembro 2022
sexa-feira, 21h30 (Tenda de Circo)
“Dual Sim”, Erva Daninha

Projeto de circo contemporâneo interpretado por dois malabaristas que se colocam ao desafio da partilha constante e obrigatória de todos os recursos.

Uma investigação sobre as redes, sobre as formas e esquemas da partilha digital. Um estudo sobre a distribuição de objetos entre 2 corpos, passes-receções-partilhas. Um ciclo que não se encerra, força a partilha da identidade ao habitar o mesmo espaço com um Dual SIM.

Ficha Artística:

direção artística VASCO GOMES

cocriação/ interpretação FILIPE CONTRERAS e JORGE LIX

assistência de direção JULIETA GUIMARÃES

sonoplastia/ seleção musical VASCO GOMES

música LOSCIL, TIM HECKER

iluminação PEDRO NABAIS

produção TERESA CAMARINHA

estágio comunicação ELÍSIO MOTA

coprodução TEATRO MUNICIPAL DO PORTO

apoio REPÚBLICA PORTUGUESA – CULTURA/DIREÇÃO-GERAL DAS ARTES

- duração: aprox. 35 min

- classificação etária: M/3

6-Erva_daninha-22-21.jpg
Prancheta 19 cópia 4-100.jpg

16,17 e 18 de setembro 2022  às 23h, 16h e 15h ( Espaço exterior) DESNORTEARTE Concerto de Jazz 
 

17 e 18 de setembro 2022, 
12h e ás  21h30 (Tenda de Circo)
“Gretel”, Solo but not alone

Uma cena em branco. Um quadrado. Vários pequenos objetos - uma bandeja, um bule, um chá inglês, uma mesinha. E então dois companheiros de casa fofos e silenciosos, Fritz e Oscar. Gretel vai e volta em sua casinha feita de pequenas coisas malucas. Ela é irracional e rigorosa, caótica e ainda muito cuidadosa em fazer tudo seguir sua lógica bizarra. Tudo está fora de alcance e fora do lugar. Então, de repente, a catástrofe acontece. O que é casa? Quem somos nós? Pelo imediatismo do conto de fadas, Gretel caminha sozinha pelos caminhos da existência. É um alegre hino à obstinação e à perseverança, uma celebração da migração e da necessidade de se reinventar quando tudo desmorona. Uma investigação leve e profunda sobre o significado de ficar e partir através das poderosas imagens do circo.

Autor e intérprete Clara Storti

Desinger de Luz: Luca Carbone

Cenografia e adereços: Maddalena Oppici and Clara Storti

Visão externa: Ulisse Romanò and Nadia Milani

Figurinista: Rosa Mariotti

Designer de som: Andrea Ferrario

Auxíio a criação: Gaia Vimercati

Gerente de produção: Filippo Malerba

Produção: Quattrox4

 Clara Storti

Gretel

- duração: aprox. 50 min

- classificação etária: M/+5

1-gretel-15-15.jpg
7-tangle-23-22.jpg

17 de setembro 2022
Sábado, 12h00 (Tenda de Circo)
“Tangle”, Solo but not alone

Tangle... no ventre de um malabarista explora o movimento como em um sonho abstrato, livremente inspirado pelos mitos e lendas de Tonga, feminilidade e malabarismo. O espetáculo é uma homenagem feita por uma malabarista italiana a uma cultura tradicional que une as mulheres à imensa alegria trazida pelo simples ato de lançar objetos. Tangle é inspirado no jogo “Hiko” das ilhas de Tonga, que é um jogo onde frutas em forma de bola (nozes tui-tui) são jogadas no ar em padrões circulares. É uma dança feita exclusivamente por mulheres jovens através de movimentos, canções e malabarismos de frutas. Ao combinar sua própria prática com as tradições de Hiko, Francesca Mari visa destacar a feminilidade e empoderar a feminilidade em diferentes culturas através da manipulação de objetos, dança e antipodismo.

Texto original e diração artística: Francesca Mari

Intérprete: Francesca Mari

Assessor Cultural: Losalio Milika Pusiaki

Olhar externo: Piergiorgio Milano, Katy Yla-Hokkala

Consultor de malabarismo: Christopher Patfield

Colaborador, orientador: Connie “Paprika” Leaverton

Desing de Iluminação: Franco Campioni

 Francesca Mari

 TANGLE… IN THE WOMB OF A JUGGLER

- duração: aprox. 40 min

- classificação etária: M/3

17 e 18 de setembro 2022
10h00  ás 18h00 (Escola primária)

 

"Corco escreve-se no plural: figuras e histórias dos imaginários circenses".

Prancheta 19 cópia 2-100.jpg

17 de setembro 2022
12h30  e ás 15h30  (Praia 1) e 18 de setembro 14h00  e á
s 17h30  (Praia 2)
“Bailarinas”, Daniel Gonzalves

Sinopse: Bailarinas é um espectáculo de Clown com muita participação da audiência e muita Improvisação. É um espectáculo familiar para todas as idades. Bailarinas é onde o Palhaço partilha o palco com diversos voluntários fazendo rotinas engraçadas. Muito entretido. 

- duração: aprox.30min

- classificação etária: M/3 -

13-Eventos_Cupula_2022-28.jpg
14-Eventos_Cupula_2022-29.jpg

17 e 18 de setembro 2022
10h00 e 11h30 (Espaço exterior)
Atelier Circo em familias

Durante o Festival, o público (famílias) terá a oportunidade de participar num atelier que lhes permite adquirir conhecimentos básicos de circo. O atelier de Circo é o ideal para um primeiro contacto /experiência de forma descontraída e divertida.

8-atelier_circo familias-24-23-23.jpg
9-Masterclass_1fabio pina-25-24.jpg

17 de setembro 2022
15h00 (Pavilhão Municipal) Masterclass
“Roda Cyr”, Fabio Pinna

 classificação etária: M/16

17 de setembro 2022
18h00 (espaço exterior)
“A Fábrica da mentira” Elvis Mendes

A Fábrica é um trabalho de manipulação e movimento num cenário

desenhado por casacos. Surge da vontade de reproduzir no espaço um

universo habitado pela incerteza. Como matéria base da constituição

deste universo, o casaco é explorado desde a sua função quotidiana

até á extraordinária. Mais do que para vestir, os casacos permitem

desenhar um universo repleto de diferentes camadas prontas a

desvendar. Com uma dramaturgia detalhista e obsessiva, aliada a uma

linguagem de manipulação focada na textura e qualidade de movimento,

a Fábrica assume uma narrativa abstrata e contínua, na tentativa de

provocar o imaginário pessoal de cada espetador.

Ficha técnica:

Duração : aprox. 30 minutos

Criação/interpretação – Elvis Mendes

Apoio artístico – André Araujo

Olhar externo – Ariana Silva / André Freitas

Sonoplastia – André Freitas / Elvis Mendes

Construção do Cenário – Elvis Mendes / TAL

Co-Produção – Festival Internacional Vaudeville Rendez-vous / Teatro

da Didascália

Residência Artística – INAC - Instituto Nacional das Artes do Circo

Fotografia – Marta Marques / HeadFrame Visuals

Vídeo – HeadFrame Visuals

Agradecimentos – ATR

Vencedor da primeira Bolsa de Criação Vaudeville Rendez-vous / INAC 

Classificação etária: M/3

11-Eventos_Cupula_2022-26.jpg

18 de setembro 2022
15h30 (Pavilhão Municipal)
Masterclass “Malabarismo”,Solo but not alone

malabares com Francesca Mari

- classificação etária: M/16

10-Masterclass2-francesca-26-25.jpg
2_toni-18-17.jpg

17 de setembro 2022
23h00 (Palco Vila externo) 
“Party Set”, Toni Oliveira

"Eu não sou um DJ e isto não são discos pedidos", regressa à edição 2022 do Festival Cúpula Circus Village, para fazer a festa! Numa estreia mundial em formato de dueto, esta performance arrisca-se a ser ainda mais absurda do que nas edições anteriores.

Com base numa playlist selecionada com todo o critério, imune ao tempo e às modas, "Eu não sou um DJ e isto não são Discos Pedidos!" é uma divertida provocação, em formato de reportório musical à prova de tudo! Vamos à festa?

- duração: aprox: 2h

- classificação etária: M12 - 

18 de setembro 2022 18h00 (Junta de Freguesia)
Conferência Focus Italy 

:Filippo Malerba, Clara Storti, Francesca Mari

16-confêrencia_Italy-31-30-30.jpg
12-Eventos_Cupula_2022-27.jpg

18 de setembro 2022  18h00 (espaço exterior) 

               "O palco é o lugar para explorar a alma humana."

Alvin Yong Soul to Show

Soul to Show é um ato que conta uma história que inclui movimentos circenses e reflexões de vida, baseado na jornada de Alvin como artista. Desde compartilhar seu entusiasmo por Diabolo, até a descoberta do mundo artístico através da Roda Cyr. A história por trás de Soul to Show é buscar as “luzes” que conectam Alvin e seu aparelho, que ele descreveu como “Cahaya”.

Ficha artística :

Criação e performance: Alvin Yong Kin Hoe

Co-Criação : John Kit

Figurino: Ker Qin

Apoio: INAC

 Classificação etária: M/3

Promo video : https://youtu.be/oV3keYy_bLw

15-Eventos_Cupula_2022-32.jpg

18 de setembro 2021 
21h30 (Tenda de Crico)
"Um homem e o seu criado" cia Hipótese Continua

  Dois homens nascem iguais. Dois homens morrem iguais. Entre o ponto A- Nascimento e o ponto B- Morte, duas linhas que se cruzam, entrelaçam, divergem ou convergem, duas personagens aparecem.

 Uma transforma-se num rei poderoso, inspirada na vida de Luís XIV, a outra, num criado que o acompanha ao longo da vida.

Soberba, o poder absoluto, poder ditatorial. Um homem só com os seus fantasmas e cheio de si mesmo. Um homem só com os seus castelos. Castelos de cartas. Construções frágeis, equilíbrios frágeis. Equilíbrios absolutos.

Poder autoritário. Ensaio de poder. Como se mostra aos outros, como se faz obedecer. Solidão e medo. 

 

 FICHA TÉCNICA e ARTÍSTICA

Ideia original e direção artística: Cláudia Nóvoa

Coreografia: Cláudia Nóvoa

Interpretação: Ariana Sebastião e Pedro Matias

Música original e interpretação: Sílvio Rosado

Cenografia: Joana da Matta e Pedro Matias

Figurinos: Rita Olivença

Execução figurinos: Isabel Telinhos

Desenho de luz: Cláudia Rodrigues

Fotografia e vídeo: Susana Chicó

Produção: Hipótese Contínua

Imagem gráfica: Sebastião Rebolo

Projeto financiado por: República Portuguesa - Ministério da Cultura I Dgartes

Apoios: Inac, Estúdios Victor cordon, Casa Varela Pombal, Teatro Aberto

Duração: 75 minutos

Classificação etária: M/+6